O Anjo

Minha vida estava vazia
Onde estava meu amigo
Onde havia se escondido
Quando eu o veria?

Estava meio perdida
Qual era o sentido da vida
Meu amigo tinha partido
Como é que eu ia viver

As coisas andavam estranhas
As piadas não tinham graça
As tristezas eram maiores
A minha dor, uma das piores

Eu vivia me perguntando
Porque Deus assim tinha agido
Com tanta gente no mundo
Foi levar logo, meu amigo

Será que ele não sabia
Que ele era meu consolo
Que igual nossa amizade
Nenhuma outra existiria

O tempo foi passando
A saudade ia crescendo
A dor sempre aumentando
A solidão me acompanhando

E foi num momento assim
De profunda dor e mágoa
Que Deus mostrou pra mim
O que eu não tinha entendido

Com os olhos rasos d’agua
Eu consegui perceber
Que o vulto que me acompanhava
Era o amigo tão querido,
Que eu jurara perder

Deus não o tinha levado
Apenas de asas, o tinha dotado
Ele agora era meu anjo
Isso eu deveria saber

Iara Gonçalves

Lembra de Mim

Lembra de mim,
Quando andares por estes caminhos
Cobertos de flores
Com aroma de carinhos

Lembra de Mim

Lembra de mim,
Quando andando por ai
Veres alguém rindo
Com lágrimas correndo na face

Lembra de mim,
Lembra que também
Já rimos assim
Lembra de mim,

Quando te sentires sozinho
Quando estiveres carente
Lembra de mim,
Do meu carinho

Lembra de mim,
Mesmo que isso
As vezes te pareça estranho
Lembrar de mim assim,

Sem motivo,
Até mesmo sem querer,
Não importa, somente
Lembra de mim!

Dizem que o poeta tem mania de ser triste, adora falar em solidão. Mas que culpa tem o poeta, se os poemas mais bonitos nascem na saudade, ou numa grande desilusão. Sou poeta sim, mesmo que as vezes negue, ou até tente acabar com a poesia que mora em mim.Existe aqueles dias, que a brasa vira fogo, e não posso mais negar, que para mim sempre é mais fácil escrever do que falar. Sou poeta sim, e por ser só sentimento e viver com o coração, também sei não ter direito de transformar em poesia, toda a dor que há em meu peito. Por isso meus poemas, talvez aqueles mais profundos, nasçam em momentos assim, quando o poeta sufocado, já morto de cansado, sobreviva até a mim.

E escondendo endereços, sobrenomes e nomes afins, faz em mim as poesias mais bonitas que conheço. Mesmo que eu insista, em deixar bem escondido, no meu peito reservado, no coração entristecido, a saudade que habita em mim.

Oi amigo, eu falei que seria difícil esses primeiros encontros que não podemos evitar, essas reuniões de família que nos obrigamos a ir (eu me obrigo pelo menos), esses momentos que estamos lado a lado fazendo de conta que nossa amizade sempre foi assim. Uma coisa qualquer, marcada por um sentimento qualquer, como essas amizades que existem por aí, dos colegas e conhecidos, que perguntam se tudo vai bem somente por costume, sem nem importar ou mesmo ouvir o que o outro tem a dizer. Eu disse que não seria fácil esses reencontros assim, mas na verdade não pensei que seriam tão dolorosos também.

Oi Amigo - Poema

Analisando bem, como é fácil fingir que nada aconteceu, que na verdade uma amizade verdadeira nunca existiu. Ficamos assim, de longe vendo o outro rir e conversar, e mesmo sem querer acabamos pensando. É, na verdade eu fui somente mais um, alguém que passou e com certeza deixou poucas marcas a lembrar, poucos momentos que tenham valido a pena, e foi pouco o sentimento que plantei em teu coração. Eu sabia que não seria fácil, mas nunca imaginei que pudesse ser tão difícil assim, ás vezes me bate aquela vontade de procurar você, mesmo que seja só pra rir de novo, mesmo que seja para por alguns momentos ter a impressão que nada mudou, que nossa amizade continua eterna e a vida não nos distanciou. Mas sei amigo, que isso não adianta, seria somente reviver o sofrimento que hoje ainda dói, mas já sangra menos em meu coração.Enfim amigo, se assim é a vida e se é necessário que aprendamos com nossos erros, eu te digo que muito aprendi, agora só me resta decidir. Se procuro outro amigo, e ofereço a ele amizade que vaga em meu peito ou se fico na esperança que voltes aqui e peças de volta o que é teu por direito.

Te queria como amor,
Me querias como amigo

Te queria como amor,
Fui paciente, consciente
Dei a ti minha atenção
Te entreguei meu coração

Mensagem para Amigos

Fui amigo, companheiro
Fui silêncio, fui parceiro
Fui soneto, poesia,
Fui sonho, utopia

Te queria como amor,
Me querias como amigo,

Fui vencido, destruido,
Fui lágrima,
Sonho perdido,
Desisti do sentimento,
Quase até morri por dentro.

Te queria como amor
Me querias como amigo

Enfim me dei por vencido,
Me afastei, desisiti,
Doía mais que pensas,
Ficar tão perto de ti

Fechei meus olhos
Aposentei meu sentimento
Numa luta muito longa
Te tirei do coração

Te queria como amor,
Me querias como amigo,

E depois de muito tempo,
Agora voltas aqui
Mas enfim, eu decidi
Já chorei, sofri por ti.

Se não posso ser amor,
Não me basta ser amigo.