Estranhos Momentos

Momentos Estranhos

Existem dias estranhos
Que me perco
Como folha ao vento
A procura de mim mesmo

Que não reconheço no espelho
Os olhos verdes
Que todos os dias me miram
Que não sei o que sou

E nem sei o que penso
Dias que fico a procura de algo
Mesmo sem saber o que
Dias que fico a procura de mim

Que sinto falta de um momento
Que ainda nem vivi
De uma pessoa
Que nem mesmo conheci

Sinto falta de uma voz
Que povoa minha mente
Que teme em falar o que sente
E nem sabe se deve sentir

Tem dias assim
Que ando a procura de tudo
Que desconheço quem sou
Que nem sei onde vou
Que fico a procura de mim.